Coletor de dados: eletrônico facilita leitura de consumo de energia

A concessionária de energia paulista já investe há anos na tecnologia

A cena do funcionário com um coletor de dados fazendo a leitura do consumo energético da sua casa, é uma cena bastante comum há um bom tempo na cidade de São Paulo, como pedir uma média na padaria ou sambar ao som do saudoso Adoniran Barbosa. O recurso eletrônico do coletor de dados, permite ao funcionário da AES Eletropaulo, empresa responsável pela geração, transmissão e distribuição da energia no estado, inserir em tempo real todos os dados do consumo do cliente no sistema da empresa.

“Com o coletor de dados, o nosso trabalho melhorou muito, se tornou mais rápido e sem erros. Não é fácil caminhar por todo o seu roteiro, afinal, temos que ir de casa em casa, uma por uma, e ter uma ferramenta simples e leve foi muito bom para o nosso dia a dia”, diz Rogério Silva, funcionário da companhia há sete anos.

coletor de dados symbol

coletor de dados symbol

O coletor de dados é um computador portátil em tamanho reduzido e indicado para todo tipo de situação de trabalho de campo em que seja necessário o registro de informações em tempo real ou de forma remota. Com várias opções de conectividade, ele é extremamente versátil e oferece ao usuário corporativo diversos recursos adicionais, como leitor de código de barras ou de etiquetas RFID, que transmitem as informações através de um sinal de rádio, dependendo do modelo e da necessidade de cada negócio.

“Um ponto positivo do coletor de dados é a sua resistência. Como eles são indicados para trabalhos externos, ou em constante movimento, é fundamental estar preparado pra quedas. Os nossos funcionários percorrem longas distâncias todos os dias, e estão sempre ao ar livre, expostos ao sol, chuva, e uma grande oscilação de temperaturas. É importante contar com um equipamento robusto, que se mantenha funcionando em situações adversas”, afirma Ana Luiza Pimentel, supervisora da AES Eletropaulo.

As versões atuais do coletor de dados já oferecem às empresas diferentes opções sistemas operacionais. Um dos líderes de mercado é o Microsoft Windows Mobile e para surpresa de todos, o Google Android, que além de dominar o mercado de telefones celulares, agora investe também em soluções corporativas. “Nosso aplicativo roda bem nas duas plataformas. E sempre testamos melhorias de desempenho que se apliquem à ambas, para ter uma liberdade maior na negociação de um novo lote de aparelhos”, informa o gerente de desenvolvimento de software da concessionária Felipe Ribeiro.

Para os consumidores, um coletor de dados moderno evita erros de cobrança e agiliza um processo que é de fundamental importância no cotidiano. “A energia elétrica move o nosso planeta, tudo em nossas casas gira em torno dela, e tudo que as empresas puderem implementar para melhor sua eficiência, nem que seja na hora de nos cobrar, é válido. Sou sempre a favor da tecnologia”, diz o aposentado José Paulo Neves, que aproveita para cornetar a AES, “mas a tarifa podia ser mais barata também, né? Eu não iria reclamar”.